Análise de Valor de Empresas: o método de Fluxo de Caixa Descontado (Valuation)

Analise de Valor de Empresas o metodo de Fluxo de Caixa Descontado Valuation sem bordaAvaliar financeiramente uma empresa é um exercício que exige conhecimentos técnicos, estratégicos e específicos de cada indústria e da empresa analisada, e cujos resultados podem variar de analista para analista, por não existir uma forma definitiva de executá-la.

Um dos métodos teóricos mais utilizados para a avaliação de valor de empresas (comumente chamado de Valuation) é o do Fluxo de Caixa Descontado (DCF, do inglês “Discounted Cash Flow”), reconhecido na prática como o que mais apropriadamente traduz o valor econômico de uma empresa. Queremos aqui apresentar apenas uma idéia geral das etapas de um estudo de Valuation, procurando explicar a lógica do processo e evitando aspectos técnicos mais aprofundados.

O valor de uma empresa constitui-se basicamente de sua capacidade de geração de Caixa Livre futuro, ano após ano. Assim sendo, o valor de ativos, marcas, patentes, histórico, credibilidade de marca, etc. somente possuem valor efetivo à medida que possam reverter-se em lucros futuros. É isto que o DCF busca projetar e avaliar.

A primeira etapa do DCF consiste na projeção do comportamento futuro dos parâmetros econômicos básicos da empresa, como Faturamento, EBITDA (do inglês “Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization”, ou LAJIDA – “Lucro Antes de Juros, Imposto, Depreciação e Amortização”) e Lucro Líquido. Para isso, adota-se um período de longo prazo para a projeção, dividindo-se então essa projeção futura em dois períodos:

  • Um período de projeção explícito (horizonte de projeção).
  • Um valor residual, fluxo de caixa após esse horizonte de projeção.

O objetivo destas projeções é o de calcular-se, ano a ano, o Fluxo de Caixa Livre (FCL). Para obtê-lo, começamos com a projeção do EBITDA a partir de um crescimento na base de faturamento. A partir daí descontamos as despesas financeiras, com depreciação e amortização e subtraímos os impostos calculados sobre esse lucro. Após a obtenção do Lucro Líquido, fazemos a reinserção da amortização/depreciação e descontamos os investimentos previstos.

Para podermos traduzir esta capacidade de geração de Caixa Livre futuro em um único número, descontamos os valores futuros a uma determinada taxa de desconto para trazermos o valor de Caixa Livre de todos os anos a Valor Presente. Obviamente esta taxa de desconto adequada ao negócio tem alto impacto no Valor Presente, e portanto uma metodologia é necessária para se utilizar a taxa mais apurada possível. Utilizamos o WACC (“Weighted Average Cost of Capital”), vide comentário ao final deste artigo.

Temos assim o Valor Presente do Fluxo de Caixa Livre no horizonte de projeção. Precisamos fazer o mesmo processo com o valor residual.

O método mais usual para o cálculo do valor residual é o método da perpetuidade, que calcula o valor residual como sendo o valor presente de um fluxo de caixa considerado padrão, que é perpetuado após o último ano de projeção.

O valor residual na data do último fluxo projetado é dado pela fórmula:

Valor Residual = Fluxo de Caixa Livre / (WACC – g)

Onde:

g = taxa de crescimento

Agora que temos os valores presentes do Fluxo de Caixa e também do valor residual, a terceira etapa é o cálculo do valor da empresa, determinado pela seguinte fórmula:

EV = VPfcl + VPp

Onde:

EV = Enterprise Value ou Valor da Empresa

VPfcl = Valor Presente do Fluxo de Caixa Livre no horizonte de projeção

VPp = Valor Presente do Valor Residual, após o horizonte de projeção

De posse então do Valor da Empresa ou Enterprise Value (EV), partimos para a última etapa, onde podemos determinar qual o valor do Equity (Equity Value), ou seja, o “valor final” da empresa.

Esse valor é calculado da seguinte forma:

Equity Value = EV – Dívida Liquida

Onde a Dívida Líquida é o endividamento total da empresa menos o caixa disponível e outros equivalentes de caixa (se aplicável);

Desta forma chega-se ao Valuation da empresa utilizando-se do método do Fluxo de Caixa Descontado. Vale lembrar que este é apenas um valor teórico, que servirá de referência e base para o entendimento de valor.

Nós da Invistia executamos todo o processo de Valuation como parte do processo de compra e venda para a condução das nossas negociações. O objetivo deste artigo foi o de mostrar o racional básico e didático de uma metodologia de Valuation. Obviamente, o tema é vasto e complexo, e várias outras maneiras e abordagens existem no meio acadêmico e financeiro. Esperamos ter atingido nosso objetivo e entre em contato conosco para esclarecimentos e dúvidas.

———————————————————————————————————————————————*

Comentário sobre WACC:

O WACC (do inglês Weighted Average Capital Cost), ou Custo Médio Ponderado do Capital, é a taxa de desconto usada para ajustar o valor do dinheiro no tempo. Uma empresa financia suas operações através de capital próprio e também de capital de terceiros. Ambos exigem um retorno mínimo para que seu investimento faça sentido, conhecido como custo de oportunidade. O WACC então é definido levando em consideração as condições de captação de recursos financeiros da empresa tanto pelos acionistas quanto o capital de terceiros, ponderadamente.

A equação para se calcular o WACC é a seguinte:

Onde:

E = Equity ou Patrimônio Líquido;

D = Dívida líquida;

K= Custo do Equity;

K= Custo da Dívida;

O Custo da Dívida Kd representa o custo de oportunidade dos credores em proverem capital à empresa, ou seja, a taxa mínima de atratividade do investimento. Ele é acordado nas transações de empréstimos e financiamentos pelos provedores de crédito, por isso já é pré-determinado.

O Custo do Equity Ké o custo de oportunidade dos acionistas em proverem capital à empresa. Ele é estimado pelo método conhecido como CAPM (Capital Asset Pricing Model), que será explorado numa próxima oportunidade, devido à sua complexidade.

Desta forma, a representatividade de Equity e de Dívida ponderam estes custos de capital, de modo a se chegar ao WACC.

Blog Attachment
  • valuation

Artigos Relacionados