Fundos de Private Equity – O que são e como atuam?

Fundos de Private Equity O que sao e como atuam sem bordaUm Fundo de Private Equity (“Fundo”) é constituído tipicamente pelo capital de diversos investidores (cotistas) que visam um retorno substancial no longo prazo através da aplicação do montante captado em empresas de capital fechado com elevado potencial de crescimento e multiplicação de valor. Após um período, que costuma variar entre 5 e 10 anos, o Fundo vende sua participação na empresa, realizando, assim, o retorno do capital aos cotistas.

Para atingir seu objetivo de alta valorização num espaço de tempo relativamente curto, os Fundos  procuram agregar valor às empresas investidas de diversas maneiras:

– Implementação de Gestão Profissional e  Governança: as empresas investidas são convertidas em S/As e passam por um processo de profissionalização. Via de regra, forma-se um Conselho e novos procedimentos de aprovação e controle são estabelecidos, bem como quaisquer melhorias nos processos administrativos, que vão desde políticas de retenção e motivação de funcionários, implantação de um código de conduta, gestão de sustentabilidade, auditoria dos principais documentos contábeis, entre outros.

– Investimento de Capital: Como já abordado em um artigo anterior, uma aquisição pode ser feita via aporte primário ou secundário, ou uma combinação dos dois. No caso do aporte primário (dinheiro investido diretamente na operação ou na estrutura da empresa) os Fundos buscam alocar esse capital de modo a potencializar o crescimento da empresa, muitas vezes viabilizando projetos dos próprios empreendedores que careciam de financiamento.

– Busca por empresas-alvos para aquisição: o capital injetado na empresa pode ser utilizado para aquisição de outras empresas (crescimento inorgânico), que pode visar diversos ganhos competitivos, como maiores economias de escala e poder de barganha, market share, reduções de custos, complemento de portfólio, novos mercados etc.

– Implementação de Plano para Captura de Sinergias: após a aquisição de uma empresa, é fundamental capturar as sinergias previstas, e frequentemente  a expertise destes Fundos pode ser aplicada para o gerenciamento destes projetos, direta ou indiretamente.

Uma empresa que ambicione receber aportes de um Fundo necessita estar adequadamente preparada. O filtro de seleção de um Fundo é extremamente exigente e abrangente e a Invistia, por já conhecer em detalhes o modus operandi destes players, oferece um trabalho de preparação aos seus clientes, visando torná-las mais atraentes ao apetite destes investidores.

Uma empresa que consegue um investimento provindo de um Fundo de Private Equity pode atingir em um tempo razoavelmente curto um novo patamar de relevância no mercado. Principalmente no caso de uma venda parcial em que o Fundo vira um sócio e parceiro, existe para os donos a possibilidade de acompanhar essa evolução e lucrar no momento da entrada do capital, assim como no momento da saída quando o retorno do investimento é realizado.

Uma transação de M&A é sempre um momento estratégico crucial no ciclo de vida de uma empresa. Ao mesmo tempo que uma transação costuma representar uma enorme oportunidade, uma má transação pode representar um malefício considerável. A Invistia assessora empresas ao longo de todo o processo, aportando experiência e know how que mitigam os riscos envolvidos no processo. Conte conosco!

 

Blog Attachment
  • stocksnap_gw653jpgtx
  • stocksnap_e5retxvn7r

Artigos Relacionados